Seva: Retrospectiva de um ano da questão do lixo

Imagem destacada: Photo by Henry & Co. on Unsplash

No último dia 22 de novembro, ocorreu na Universidade Positivo da Santos Andrade uma aula especial, que foi como uma roda de conversa, durante a semana do lixo zero, pelo convite da professora Taís Canova, e que foi dirigida aos alunos do curso de gestão de resíduos. Nessa aula fomos convidados, eu (Rodrigo Fagundes) lincando minha startup Alocate e a ambientalista Sabrina Correia. Levei aos alunos a abordagem do desenvolvimento humano e sustentável, a qual me dedico, sobre a questão do lixo, apontando para o cenário nessa causa. E a Sabrina fez uma apresentação das tendências do meio ambiente e consciência ecológica. Ao começo da aula fomos apresentado à turma pela professora e falamos sobre o que havíamos planejado lhes apresentar. A Sabrina que tem uma empresa chamada Mutação Sustentável em referência ao livro Ponto de Mutação do escrito e físico Fritjof Capra, começou a aula com uma leitura pedido que fechássemos os olhos e ouvíssemos a narração pela leitura que nos conduziu e convidou a uma imersão à consciência profunda.

Photo by Martijn Baudoin on Unsplash

Em seguida convidei os alunos a observarem uma viagem no tempo sobre a questão do lixo, por meio de um conjunto de notícias que selecionei sobre o tema. Foi uma retrospectiva de um ano. E comecei lhes perguntando se gostariam de saltar um ano ao passado e então retornar ao presente, ou se prefeririam, começar no momento atual e voltarmos um ano através das notícias. O método que utilizei foi uma busca textual no gmail pela palavra: lixo. E as notícias selecionadas foram de um conjunto de sites que recebo via newsletter e que selecionei previamente, dando destaque a alguns dos principais acontecimentos, notícias que traziam dados acompanhados dos contextos, e várias reportagens de situações e acontecimentos. Aproveitei a apresentação para explanar sobre diversas questões e inter-relacionando assuntos. Foram notícias como a retirada do plástico do mar em determinada localidade nos EUA, alunos que pagam a mensalidade com lixo plástico em uma escola na Índia, a proibição de plásticos descartáveis no Canadá e de uso único da União Européia e outros países com data marcada para 2021, o acordo em que 187 países assinaram sobre o monitoramento de plásticos e resíduos restringindo seu envio a nações pobres, o qual o Brasil ficou de fora, o que aprendemos com o documentário Ilha das Flores em comemoração aos 30 anos desse audiovisual noticiado pelo site Conexão Planeta. Também foram apresentadas notícias que mostra Multinacionais que investem em aliança pelo fim do plástico e ao mesmo tempo investem em novas fábricas plástico. Ações de combate ao lixo do mar. A tecnologia de captação de lixo do mar através de sondas que boiam como uma rede que coleta e é rastreada via GPS para retirada. Animais mortos por resíduos. O quarto país que mais produz lixo plástico no mundo e o que menos recicla. O laser que detecta lixo espacial, lembrando da animação futurista the Planetes. Comércio de lixo intercontinental para reciclagem, como a demanda da China e sua diminuição nestas importações por mudanças tecnológicas e de estoques interno. A demanda de lixo eletrônico do Japão para extração de matéria-prima para medalhas olímpicas. Dicas de como reduzir o lixo. Construções de casas com materias diversos.

Photo by Dustan Woodhouse on Unsplash

Destacado:
http://conexaoplaneta.com.br/blog/enquanto-multinacionais-lancam-alianca-pelo-fim-do-lixo-plastico-nos-bastidores-investem-em-novas-fabricas-de-plastico/

https://www.oeco.org.br/reportagens/documentario-mostra-a-realidade-do-saneamento-no-brasil/

http://conexaoplaneta.com.br/blog/ilha-das-flores-o-que-aprendemos-sobre-lixo-com-o-melhor-curta-metragem-de-todos-os-tempos/

https://www.jardimdomundo.com/confira-como-sao-feitas-as-casas-com-garrafa-pet/

Outros exemplos:
https://www.oeco.org.br/blogs/salada-verde/brasil-e-o-quarto-pais-que-mais-produz-lixo-plastico-no-mundo

https://nossofuturoroubado.com.br/a-rota-do-plastico

Photo by Viktor Talashuk on Unsplash

As interações da turma também foram muito pertinentes e atentas aos assuntos. E após minha apresentação passou para a Sabrina. Que trouxe as tendências nessa área, desde uma perspectiva histórica até a sinalizando para as causas e a consciência ou a mentalidade que se desenvolveu em torno desses assuntos, como o reducionismo e o paradigma mecanicista. Ela também apresentou dados que mostram a convergência de diversos tipos de resíduos para limites críticos e também alarmantes. Um slide que chamou bastante minha atenção era um que mostrava três desenhos cada um contendo uma palavra, e eram: ego; eco; seva. Isso foi surpreendendo mas não de se espantar, pois seva é realmente uma perspectiva de serviço e de servir, que significa mais do que levantar a causa, e aponta para o agirmos, pensando em servirmos às pessoas, o meio e a comunidade. Acho que isso é capaz de destituir o sentimento de posse e aponta para a solução através do conjunto em que a maior motivação não seja talvez pelo resultado que se obtenha mas por aquilo que se lhe oferece.

Photo by Niko Lienata on Unsplash

Agradecimentos:

http://conexaoplaneta.com.br/
https://www.oeco.org.br/
https://www.galeriadometeorito.com
https://ponte.org/
https://www.jardimdomundo.com
https://outraspalavras.net
https://nossofuturoroubado.com.br
http://agencia.fapesp.br
https://www.inovacaotecnologica.com.br/
E a Semana do Lixo Zero ao Curitiba Lixo Zero, a Universidade Positivo e a turma.

Photo by james johnny on Unsplash

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s